Eu preciso sentir e assim talvez eu encontre o meu lugar.

2:43 AM

Constantemente eu escrevo coisas que me acontecem ou aconteceram, talvez pra ninguém, pra um ou outro ler; não importa a quantidade, o que importa é se essa mensagem lida por quem quer que seja faça efeito. Pois bem, ontem aconteceu uma pequena coisa, que eu já havia pensado milhares de vezes, mas a prova viva, confirmação só surge quando está ali, na nossa cara, sendo vivida. Eu quero dizer sobre pessoas, pessoas e suas mudanças, suas várias maneiras de agirem e serem. Quando a gente ama alguém o papel principal não é depositar o amor, é cultivar principalmente a paciência, pra entender que apesar de haver amor, há também diferenças e só funciona se a paciência estiver somada com esse amor, pra fazer do momento algo eterno ou real. Eu não sei até que ponto minha atitude em determinadas coisas é certa, isso nunca terá resposta, afinal, é como eu falei sobre as diferenças, talvez o que é verde pra mim não seja pra você, enfim. Bom, eu tava me questionando justamente isso há uns dias, sobre formas de pensamento, visão, diferenças, que erradamente às vezes associamos a forma de amar, a afeto, e bom... É errado, o velho clichê de que existem várias formas de amar é bem real. Percebo isso claramente em cada pessoa, todo mundo pode perceber, até mesmo dentro de casa, com seus pais, irmãos, ou amigos, namorado (a), na verdade não é tão simples se empenhar nisso. Será que as pessoas se dão conta da complexidade que é se dedicar a alguém, amar alguém? (de verdade, claro) Pra variar, fico observando algumas pessoas aleatórias aí, que num namoro, por exemplo, acham que namorar é dizer que um ama ao outro, mas nos momentos mais difíceis, não sabem ter atitude, posicionamento de quem ama, são meros robozinhos sem programação pra situação adversa. Me incomoda muito, fato. Mesmo sabendo que é alheio a mim, me incomoda ver a negligência que as pessoas têm umas as outras, essa idéia de que “amar” hoje em dia é simples não me entra na cabeça. É mais, bem mais do que dizer que ama; mais do que ter apenas bons momentos sem as chatices de cada pessoa. Ai que é a grande chave! As chatices que encantam, marcam e que são coisas típicas de cada pessoa! Me fascina, isso sim me fascina. Meu pensamento voa quando me foco nisso, adoro reparar nas pequenas coisas que compõem uma pessoa... Seus jeitos, chatices, formas de se expressar e tantas coisas. É tentando acertar que todo mundo joga a isca, fato, então na situação de duas pessoas, isso é a grande tarefa de ambos, tentar, tentar, mas tentar com um propósito: o bem dos dois, crescimento. Eu estou sempre a tentar, mesmo sabendo que é difícil, que nem tudo é perfeito, que mesmo que eu queira algo, sou apenas eu... Não posso falar por ninguém que não seja eu! Acho amor um sentimento muito único, único mesmo, só essa palavra se encaixa, é tão... Único (ok, parei de repetições). Já cheguei ao ponto de achar que é uma coisa vivida somente uma vez, amor real é apenas uma vez, mas isso é outra questão. Bom, amor deve ser um sentimento mantido a sete chaves, guardado num relicário interno, regado todos os dias com carinho demasiadamente, paciência, coragem, projetos, tantas coisas... E principalmente amor, literalmente amor em manter aquilo vivo e fazendo sentido.

You Might Also Like

0 comentários