Don't dance in darkness

2:40 PM

Tudo parece confuso ainda, me sinto plenamente bem por um lado, por outro ainda existe aquele sentimento mais humano possível, uma esperança mesmo que inconsciente... A verdade é que eu desejaria minha vida de alguns meses atrás, ou não, talvez tudo isso seja um ensaio pra uma vida bem melhor a cada dia. Queria por tudo unir as coisas – pessoas, unir o útil ao agradável, quando eu não tinha reclamações desse gênero, era tudo ao meu alcance. Hoje em dia as escolhas são coisas que eu não posso mais fugir, não há tangente, é isso e pronto. Sinto saudade, sinto de certa forma angustia por não poder controlar coisas que aparentemente são tão simples. Essa coisa de viajar, se mudar, parece uma realidade bem distante, pra mim é algo que já foi motivo de choro, noites em claro, momentos únicos... Por mais que eu tenha sofrido tendo de me ausentar de boa parte do que compôs e compõe minha historia, tenho certeza que será compensado. O velho clichê de que nada é em vão faz todo sentido. Eu digo que é realmente difícil passar por esse tipo de mudança, largar sua cidade, seus amigos, sua história de vida por mais simplória que seja, é sua, é a minha vida! Mas enfim, felizmente to conformada; já passei por isso uma vez e posso novamente, não há como fugir e nada é eterno... Nem os amigos, a cidade, a história, nem as dores, saudade, lembranças, tudo é inconstante. Talvez eu nunca tenha relatado com muita exatidão o que eu sentia, mas foi dolorido mesmo, ainda mais quando se trata de pessoas como eu, com uma sensibilidade extremamente aflorada, a atmosfera ganha um ar bem mais dramático. O mais interessante disso tudo é pensar que as preocupações de cada faixa etária são bem diferentes e bem conturbadas, ano que vem é de longe a maior que eu já poderei viver (ao menos prevejo até agora), maior idade chegando, responsabilidade gritando e todas essas coisas me dão certeza de que esses tais problemas atuais serão pequenos (sem tirar sua importância). É necessário que saibamos aproveitar todas as oportunidades, por piores que pareçam elas estão encaixadas em nossas vidas por algum motivo que depois a gente percebe.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Ah, deve ser difícil fazer escolhas que te aproximam de uma coisa que você ama, ao mesmo tempo que te impede de estar com outras.
    Mas de repente, eu tenho a impressão de que vai ser assim pra sempre, mas não significa que coisas vão entrar e sair permanentemente.
    A minha amizade com você me faz pensar que independentemente das escolhas que se fazem, o que é verdadeiro fica, mesmo que não seja o escolhido.
    Boa sorte Rah. ily

    ResponderExcluir
  2. Own, que gracinha, amiga... Brigada por tudo nesses anos. As escolhas são complicadas, mas eu realmente acho que são necessárias e favoráveis mesmo que seja difícil de perceber... O que importa é que não muda. Ily

    ResponderExcluir