A gente só não inventa a dor

5:31 PM

A gente se acostuma facilmente a viver de uma mentira, de fingir uma dor mesmo que da maneira mais simples ao ter preguiça de ir à escola de manhã, inventando pros pais uma gripe, quem sabe até nos acostumamos a fingir que não sentimos saudade, depois se percebe que muitas coisas podem ser mascaradas, menos a dor. A dor física de fato não há como esconder, quando ela aparece a gente se rende. A dor emocional é a pior de todas, no meu ponto de vista. É aquela dor que você pensa que está escondida (já que só você sente), mas é a que mais se faz presente e aparente aos olhos alheios. Muitas vezes achamos que por silenciar uma dor, uma saudade, seja o que for; dentro de si, é a maneira mais simples de esquecer ou disfarçar, mas não é. Algumas vezes nossos olhos são os maiores inimigos, eles revelam coisas que nossa língua não precisa dizer. O orgulho é também um fator que se encaixa em certas dores (mas ai a discussão muda de foco). Hoje fiquei pensando nisso, em como muitas vezes permitimos sentir dores desnecessárias simplesmente porque assim é mais fácil tampar outros sentimentos, achamos que esconder dos outros é uma boa maneira, mas o maior engano é aquele pessoal, enganar-se é ridículo, mas dificilmente a gente é capaz de se admitir. Costumo achar que quando a gente nem imagina que estamos sendo vistos, há sempre alguém ali observando cada movimento. E se acontecer de alguém não ver, essa arte de se enganar só levará ao fracasso, teto de vidro.

You Might Also Like

2 comentários

  1. "A dor emocional é a pior de todas, no meu ponto de vista. É aquela dor que você pensa que está escondida (já que só você sente), mas é a que mais se faz presente e aparente aos olhos alheios."


    Me emocionei lendo esse trecho.
    Você é muito talentosa, amiga, parabéns

    ResponderExcluir