Thi(s love)... ago II

8:27 PM

O dia de hoje é mais uma herança dos sentimentos de ontem, anteontem, semana e mês passado... O tempo passa muito devagar, todos os dias parecem durar muito mais do que vinte e quatro horas. Tentei me manter firme hoje, um pouco mais firme pelo menos e até que consegui, mas não entendi se a saudade distraiu a tristeza ou a tristeza distraiu a saudade. A única coisa que sei é que, a primeira ação do meu dia é abrir os olhos e antes de pensar em qualquer coisa, até mesmo levantar, me sentar na cama, eu penso em nós, em tudo que já fomos e o que restou. Já cansei de ouvir que estou nova, que tudo é passageiro, que isso irá passar, mas até quando? Uma coisa é lamentar-se por dois dias, duas semanas talvez, mas essa febre da minha alma tem durado bastante tempo e sinceramente não percebi melhoras. Quando eu digo por várias vezes que não me reconheço, é porque nunca fui de chorar por dias, passar dias sem sorrir, imagina! Isso não é meu! Aliás, isso não era meu, atualmente arrancar um sorriso honesto do meu rosto é uma tarefa quase irrealizável. Percebi que não sou totalmente cinza, há alguns momentos em que um sorriso foge do rosto, mas o causador é o mesmo que também arranca lágrimas. Bom, não sei o que é mais doloroso, se é tentar evitar pensamentos ou fazer o que meus impulsos não evitam... Reler velhas palavras, reler imagens, lembranças, minha cabeça não tem um minuto de descanso, absolutamente. Parece até absurdo, mas sinto que já passou de uma simples tristezazinha faz tempo. Tenho uma real necessidade de me sentir presa a qualquer mínimo detalhe, porque se não for assim eu sofro mais, é insuportável. Hoje pela manhã reli tantas coisas, senti até os mesmos cheiros familiares, a voz, cheiro, cor, tudo que eu nunca esqueci e parece que nem vou. Por mais que as circunstâncias me digam uma coisa, ainda existe uma chama aqui dentro, um pequeno foco de luz que insiste em ficar aceso, em não desistir, e cá entre nós, eu sou apaixonada por essa esperança minha. Não sei se é certo ou não, mas não podemos adivinhar quando é certo ou errado, eu só espero melhorar, quero dizer, que tudo isso melhore, seja lá o que for. Meus impulsos são tão difíceis de controlar, quando percebo to segurando o telefone, to pensando numa maneira absurda de gritar, chamar a atenção, mas não uma atenção qualquer, só queria que fosse fácil de enxergar, que fosse fácil de você enxergar.

You Might Also Like

0 comentários