Thi(s love)... ago III

9:35 PM

De uma maneira linda, assustadora, porém linda, eu resolvi cutucar a ferida, resolvi voltar às fontes mais simples que nos ligavam; bobagens, risadas, conversas virtuais. Achei que seria uma opção bastante dolorosa, mas tinha de fazer e veja só – eu me sinto completamente, e absurdamente, cheia, abastecida de esperança. Aparentemente eu não sou muito normal, diria até egocêntrica com essas atitudes, mas rever que tudo seguia uma linha tão sutil, tão limpa e doce, de repente como se alguém ou “alguéns” puxasse essa linha que estávamos construindo, destruiu tudo. Sabe como me sinto? Uma injustiçada. Um pedaço de mim foi roubado, é assim mesmo que me sinto. Retiraram de mim uma parte que era além de tudo essencial, e eu não consigo pensar em outra coisa a não ser recuperar o que me foi tirado, porque eu nunca fui gélida com meus sentimentos, e não será agora que vou permitir que coloquem gelo no meu coração. Dói muito, mas eu não vou parar. A minha não-desistência é o que de melhor posso oferecer a você e a mim neste momento. Lembro exatamente de quando você disse que eu havia mudado positivamente muita coisa em sua vida. Minha vida também foi mudada, depois interrompida. Cedo ou tarde as coisas voltarão ao seu lugar. Só sei.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Que delícia de texto!
    Quando algo em nossa vida é interrompido temos que encontrar um novo sentido e recomeçar.
    Eu sou assim também, na verdade, te leio e sinto tudo que está aí.
    Sou assim, meio masoquista, meio arqueóloga, gosto de reviver as vezes (:

    Parabéns pelo Blog, é lindo!

    ResponderExcluir