Thi(s love)... ago

6:25 PM

Até alguns momentos eu podia jurar com todas as certezas possíveis que minha ideia fixa estava certa. Meu interior se preencheu de uma expectativa que nem eu mesma conhecia; uma força, uma alegria, eu podia mesmo jurar que minha maior vontade estaria pronta para acontecer, mas não, não foi assim. De repente eu me deparei com o que menos esperava. A possibilidade negativa que meu otimismo impediu de ver. Eu não soube o que fazer com isto, aliás, eu ainda não sei o que fazer a não ser chorar e ter vontade de gritar até ensurdecer a vizinhança, a cidade. Nunca me senti tão sem chão, tão perdida dentro de mim, irreconhecível mesmo, como se nunca tivesse tido uma perda, uma decepção, e veja só, como se não fosse eu. Ando triste, tristinha mesmo, se pudessem ver as cores que sou por dentro atualmente, diria que beira cinza, no máximo tem gradiente de cor beirando azul, mas logo passa, infelizmente. Minhas palavras estão se tornando as mesmas, como se eu tivesse entrado num estado de choque, só tenho pensado e falado coisas que transmitem tristeza, porque obviamente, é como tenho me sentido. Às vezes é só uma questão de tirar o foco desses pensamentos, da mesma forma que coloquei e acreditei numa ideia, simplesmente devo canalizar os pensamentos e acreditar em outra, em algo mais sensato e menos masoquista. Parando pra pensar, amor às vezes é masoquista mesmo. Não vou dizer que foi tempo perdido, não acredito que amor seja isso, amor nunca perde tempo, mesmo que no “final” não seja o esperado, qualquer esforço é necessário quando se acredita. Eu acreditei. Eu fui até o máximo das forças, mas agora elas acabaram. Restou a força que agora é transformada em energia, para não sofrer mais, para não lutar contra a maré, porque uma hora a gente enxerga que não adianta. “Eu não aguento mais” e “eu não posso desistir” são frases que digo a mim todos os dias, e tentava escolher, mas ontem conclui que posso unir as duas. Amor não é egoísta, amor liberta, amor permite ir, mesmo que doa, mesmo que esteja me doendo demais... De todas as escolhas, a mais amável é deixar que o meu amor seja livre, e nesse caso não é o amor que guardo aqui no peito, é o objeto amado, é ele, aquele sujeito que por tantas vezes foi o principal da oração, de tantas vezes citado em pronomes possessivos, meu... Meu amor. Portanto, com pesar eu finalmente consegui pronunciar a frase mais dolorida já dita. Só eu sei o que senti, sinto e talvez ainda sinta. Tudo tem sua primeira vez, acho que essa coisa de amor é assim mesmo, acho que tive um amor, o primeiro de muitos que virão, mas o primeiro é sempre tragicamente lindo. Bom, quanto a chorar, acho saudável, é importante chorar até desidratar se for necessário, se for pra cessar, antes sofrer tudo de uma só vez do que de pouco em pouco. Noite passada meus olhos doeram, mas junto com lágrimas que eu estava segurando há dias vieram reflexões, então entendi algumas coisas importantes. Sabe aquela velha coisa de que há males que venham para o bem? Acho que é verdade. Não se pode ter tudo na hora que queremos, pode doer, pode ser terrível e confuso, nem sei se realmente estou na linha correta de pensamento, só sei que uma hora essa tempestade vai passar e seja lá o que me espera vai ser bom. Se eu soubesse antes o que sei agora, erraria tudo exatamente igual, porque eu sou assim mesmo, intensidade para mim é algo como amar muito, muito a ponto de fazer o que for possível e impossível, chorar, sofrer, rir, desesperar, enlouquecer, aprender, enfim... Viver intensamente só me faz sentido se for assim. Foi intenso o que eu senti e sinto. Eu sou uma criatura intensa da raiz capilar aos pés, preciso sentir sempre. Mais uma vez me abasteço daquela sensação de cuidado com as pessoas a meu redor, as pessoas importantes devem ser tratadas como se fosse cristal, qualquer postura diante de pessoas que nos amam é fatal, podemos causar uma alegria equivalente a um dia num parque de diversões ou uma dor mais insuportável do que um tapa, e sinceramente, percebi que tapas são afagos diante de algumas coisas. Eu quero descansar, descansar meus olhos, meu peito e minha alma. Se for pra salvar ou resgatar algo, que seja muito amor apenas, amor de verdade e verdades! Depois do pior, só é possível melhorar. Vida é energia. Energia que se transforma, que se transfere a outros aspectos da matéria.

You Might Also Like

2 comentários

  1. "Vida é energia. Energia que se transforma, que se transfere a outros aspectos da matéria."

    Você não tem noção do quanto eu te amo por essa frase, chuchu. <3

    ResponderExcluir
  2. ALOOOC que nem sei que user é esse ai que eu fiz esse comentário IASHDIAUSHDIUASHDIUSAH Enfim. Te amo, chuchu <3

    ResponderExcluir