Quase acreditei

9:46 PM

Vontade que falta pular do peito, que mesmo sem ser palpável parece ser mais forte do que eu. Acredito que devemos respeitar e atender as vontades que surgem e deságuam. Atender as vontades imediatamente, mesmo que isso soe como impulsividade. Impulsividade nunca me favoreceu, mas também não lembro quando desfavoreceu. Faz parte de mim. Hoje não estou me aguentando, estou a ponto de enlouquecer, gritar, espernear, implorar pra que tudo isso saia de dentro de mim. Implorando pra deixar de sentir. Deixar de sentir... Não sei se é possível, mas hoje é só o que desejo. Se maturidade e inteligência significa ser capaz de solucionar problemas, traçar estratégias em determinadas situações, sinto dizer que não sou nem uma coisa nem outra. Hoje eu abro mão de ser inteligente e madura, preferia recuperar minha paz de espírito.

You Might Also Like

0 comentários