Sobre idas e marcas deixadas

2:37 PM

Um dos piores momentos da vida é quando você precisa ter maturidade suficiente para admitir quando chegou ao fim. Quero dizer, um dos piores momentos é se deparar com o fim de uma relação, mesmo quando o amor ainda está ali. Nenhum rompimento é simples e tranquilo, a não ser que você seja sem coração e não se importe com nada além do próprio umbigo. Qualquer rompimento carrega sofrimento para os dois lados, mas quando ainda existe amor esse processo é mais doloroso ainda. O que poucos sabem é que a dor não é só para quem recebe o rompimento, por assim dizer... A dor também é enorme para quem precisa tomar essa decisão. Quando não há outro caminho a não ser romper, mesmo com tanto sentimento, acreditem, da parte de quem precisou se posicionar e encarar esse fim é sofrido, é uma luta interna. A sensação de ter que ir embora mesmo querendo ficar é insuportável. Muitas vezes amor não é o suficiente, por maior e mais bonito que seja, outros fatores são determinantes numa relação. Em alguns casos ocorrem desentendimentos que tornam a relação um campo de batalhas e o amor fica ofuscado — é como se as pessoas ali envolvidas esquecessem o que realmente os mantém juntos e se focam nas brigas e atritos. Muitas vezes esses atritos são reais, provam a todo instante que aquelas pessoas são diferentes, e que apesar do amor, talvez não foram feitas para ficarem juntas. O universo conversa conosco todos os dias e todas as horas, sempre nos manda recados e sinais para que a gente siga o caminho correto, portanto, precisamos ter sabedoria para compreender que alguns planos não saem de acordo com o que planejamos. Você ama, constrói planos, dedica dias, meses e anos por alguém e enxerga o castelo mais impenetrável e seguro... Mas os caminhos por si só vão te levando a outro lugar, mostrando que aquele castelo é lindo, mas não é seu lugar. Dói? Dói muito... Mas a vida não erra. Precisamos ser maduros para enxergar e aceitar. Quando o amor é presente, mas a relação começa a ser temperada com choros, brigas, noites mal dormidas, tempos, distanciamentos, insistências... Então infelizmente é o momento de encarar os fatos. Amor é sinônimo de tranquilidade. Não é que quando as coisas cheguem nesse ponto acabou o amor, é que as diferenças são nítidas e que o momento de aprendizagem chegou ao fim. O interessante da vida é isso... Passamos pela vida das pessoas e vice versa para ensinar e aprender. Apesar de tudo, precisamos ter muita gratidão e levar das relações os melhores frutos. É difícil admitir para nós mesmos esse momento, mas mais difícil é insistir numa relação que dia após dia está sufocando mais o amor. Não somos super-heróis donos das situações, nem sempre conseguiremos manter tudo bem e sob controle. Precisamos compreender que as vezes nos afastar e deixar o amor renascer é um grande gesto de coragem! A vida é cíclica e o mundo dá voltas... Não há motivo para se desesperar se algo assim aconteceu. A impermanência das coisas é o que nos torna tão surpreendentes e capazes de nos transformar, viver. Se não deu tão certo quanto o esperado, aceite, agradeça, e espere pelos novos presentes que o universo tem guardado. O que é seu encontrará uma maneira de chegar até você, acredite. Antes de você sonhar, Deus já havia preparado cada momento, portanto, confie! Viver as vezes é partir querendo ficar, é não entender, mas ter de aceitar.... E acima de tudo, é compreender que nossos caminhos sempre nos levarão para a felicidade maior, mesmo que você não reconheça aquele trajeto e suas mudanças. ------------------------- *Esse texto foi escrito com muito carinho. Aqui dentro está dedicado a você. Que haja luz em seu caminho, que haja força, e que a vida nos surpreenda com o que há de melhor!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Tenho um caso de rompimento semelhante e oq mais me encanta quando há rompimento com amor e o carinho, cuidado que um tem pelo outro, para não permitir que essa nova caminhada seja tão cruel pela dor. As vezes, diria até muitas vezes, são momentos, caminhos separados para amadurecermos para que quando eles voltem a se cruzar a caminhada seja mais leve.
    E mesmo que não haja esse reencontro a melhor parte você já tem, o carinho, o amor! Acho taaaa bom quando há amor, quando a esperança no amor não acaba... Quando se acredita no amor e confia nele! Esse caminho é sempre o melhor caminho.

    ResponderExcluir
  2. Deu pra perceber que tudo foi escrito com o maior carinho, infelizmente separações são constantes em nossas vidas, nos separamos dos brinquedos, dos desenhos animados, dos colegas do bairro, do parquinho, dos pais, de casa, e assim por diante. Mas temos que ter muita sabedoria mesmo, mas nem sempre é fácil, e muitas vezes é tudo muito confuso. Passei por isso nesse inicio de ano também, creio ser um momento difícil para todos os casais. Enfim, superamos e estamos tentando mais uma vez. Que você se sinta melhor, ate mais girl. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda! Ainda bem que apesar das dores, nós aprendemos... E muito! Tudo realmente é crescimento e impulsiona. Obrigada pela visita! Já curtiu a página no Face? Se tiver interesse da uma olhadinha! Beijão, se cuide!

      Excluir